Secretaria de Saúde realiza semana de Conscientização, Combate e Prevenção ao mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika Vírus

Teve início nesta segunda-feira, 16, a Semana de Conscientização, Combate e Prevenção ao mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika Vírus.

Realizada pela Prefeitura de Pedro Afonso, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, a Semana de Conscientização contra o Aedes, objetiva sensibilizar a população para o cuidado com a área de residência, com a limpeza e a vigilância de objetos que acumulem água, de forma rotineira, para que se possa contribuir para a redução da proliferação do mosquito em toda a cidade. 

A ação, que conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Habitação e Obras e da Secretaria Meio Ambiente, Comércio, Indústria e Turismo, será realizada entre os dias 16 e 20 de dezembro. As atividades serão realizadas nas unidades de saúde e por meio dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes Comunitários de Endemias, sendo distribuídos sacos de lixo, chamando a atenção para a necessidade do recolhimento correto do lixo, principalmente os tipos de resíduos que podem acumular e manter água parada. 

Já coleta do lixo será realizada conforme cronograma próprio da empresa responsável pela coleta pública não sendo necessário escala especial e aumento de gastos com essas atividades. A ação será finalizada no dia 20, próxima sexta-feira, com a realização de uma Blitz educativa, na Praça Coronel Lysias Rodrigues. 

De acordo o secretário de Saúde, Daniel Rigoli, o objetivo é conscientizar a população pedroafonsina, no intuito de incentivar a limpeza das residências e lotes e mostrar a importância do cuidado com possíveis locais, que venham a se tornar criadouros do mosquito transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika vírus. “Temos como meta da Secretaria Municipal de Saúde de Pedro Afonso a máxima conscientização da população como arma principal ao mosquito. O cuidado parte de cada um, assim como a conscientização dos familiares, amigos e vizinhos, por mais que se tenha um ambiente limpo, aquele ou aquela que não possui consciência para estes fatos, se torna potencialmente um risco para toda uma população”, destacou Daniel.