Prefeitura convocará comunidade para discutir fluxo da João Damasceno de Sá

Comerciantes do município solicitaram que a avenida volte a ter mão dupla. Novo encontro para discutir o assunto ocorre dia 25 Na manhã desta sexta-feira (15), o prefeito Jairo Mariano (PDT) recebeu em seu gabinete um grupo de comerciantes da avenida João Damasceno de Sá, que reivindicam que a via – mão única desde março do ano passado – retorne a ter o trânsito em mão dupla. O presidente da Câmara de Vereadores, Sipriano Pereira Soares (PSL); o vice-prefeito Gilmar Lacerda (PV); e o tenente-coronel do 3° BPM, Márcio Miranda, além de outras autoridades do município, também participaram da reunião.   Os comerciantes alegam que a mudança no tráfego da avenida, que em março de 2015 passou a ter mão única sentido bairro-centro, prejudicou os comércios estabelecidos, com quedas na arrecadação e até a necessidade de cortar funcionários. Diante disso, eles solicitaram que a avenida retorne a ter tráfego nos dois sentidos, do mesmo modo que ocorreu com a rua Balduíno Pereira da Costa, que também havia sido transformada em mão única no ano passado, mas que retornou à mão-dupla.   O tenente-coronel Márcio Miranda, da Polícia Militar – que também atua na fiscalização do trânsito no município – destacou que após a alteração do tráfego na via, o número de acidentes no local permaneceu estável, mas houve uma diminuição no número de acidentes com vítimas (em ambos os cenários, não ocorreram acidentes com vítimas fatais), além de ter melhorado o fluxo de veículos. “Nós entendemos que toda mudança traz resistência, pois a comunidade demora pra se acostumar. Mas a PM não é totalmente contra a mudança, nem a favor – do jeito que ficar vamos continuar fazendo nosso trabalho. E até sugerimos que se for o caso de voltar a ter mão dupla, se estabeleça o estacionamento em apenas um dos lados, intercalando os quarteirões, pois o estacionamento dos dois lados atrapalha o percurso”, observou Miranda.   O vice-prefeito Gilmar Lacerda (PV) destacou que, antes de se determinar novamente a alteração do tráfego na rua, é preciso discutir o assunto, bem como se realizar um levantamento da queda no comércio local. “Nós precisamos estudar se essa queda no comércio está sendo causada pela mão única, ou se é uma coincidência, em função do cenário de crise que estamos vivendo. Na própria rua Balduíno Pereira da Costa, que voltou a ser de mão dupla, há empresário demitindo, o que demonstra que o problema não é apenas da mão única”, ponderou ele.   O prefeito Jairo Mariano (PDT) fez uma auto-crítica, e afirmou que a gestão errou ao estabelecer as alterações no tráfego sem promover um debate mais amplo com a sociedade, motivo pelo qual, desta vez, acordou-se em realizar um novo encontro, reunindo comerciantes e comunidade, para discutir o fluxo na avenida e, se for necessário, em outras vias. “Nós assumimos que erramos em não chamar a comunidade pra fazer essa discussão no primeiro momento, de modo que agora também não podemos tomar uma decisão precipitada e voltar à mão dupla sem uma consulta mais ampla. Temos de adotar critérios e encontrar um meio termo que agrade à maioria, e por isso iremos reunir empresários e interessados em geral no próximo dia 25, para discutir o assunto. Debateremos a questão com a participação deles e com mais profundidade, e a decisão que sair será atendida por parte da prefeitura”, garantiu Jairo.   A prefeitura de Pedro Afonso anunciará o horário e local da reunião, tão logo sejam definidos.