Pedro Afonso sedia Fórum Estadual Lixo & Cidadania

A cidade de Pedro Afonso sediou nesta semana o Fórum Estadual Lixo & Cidadania (FELC), que teve como foco debater ações importantes de gestão dos resíduos sólidos que alguns municípios do Tocantins estão realizando com apoio popular.

A reunião, realizada no auditório do Tiro de Guerra 11-004, contou com a participação de representantes da Prefeitura de Pedro Afonso, Prefeitura de Bom Jesus do Tocantins e Prefeitura de Tupirama, que explanaram sobre as experiências e projetos desenvolvidos dentro dos municípios que focam no cuidado com o lixo.

A gerente de resíduos sólidos e apoio aos municípios, Hélia Azevedo, afirma que são nesses eventos que temos a oportunidade de tirar dúvidas e aprender uns com os outros e principalmente encontrar soluções para sanar os problemas. “No caso de Pedro Afonso, implantar e operacionalizar o aterro sanitário de forma consorciada ou regionalizada leva em consideração a responsabilidade compartilhada e a viabilidade econômica do arranjo que irão seguir”, abordou.

A representante da Associação de Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis da Região Centro Norte de Palmas (Ascampa), Edileuza Mendes, conta que é necessário discutir o cuidado com os resíduos sólidos com toda a sociedade. “Precisamos fazer educação ambiental de porta em porta e falar que os materiais recicláveis não é lixo, mas matéria prima, gera renda e deixa de ser a descartada. Toda a sociedade ganha mais saúde com o meio ambiente melhor”, destacou.  

Já a vice-secretária de Meio Ambiente, Comércio, Indústria, Serviço e Turismo, Isabela Cristina Carvalho, receber o Fórum Estadual do Lixo e Cidadania é de suma importância para aprofundar o diálogo sobre os resíduos sólidos na região. “Apresentamos novos projetos a serem instituídos, destacamos a finalização do aterro sanitário, bem como o intuito da diminuição de resíduos sólidos, com a construção de novas políticas públicas. Para Pedro Afonso, o evento veio somar na edificação do trabalho com resíduos sólidos e seus cuidados e reutilização”, frisou Isabela.