Nuca reúne diversas instituições pedroafonsinas para discutir inclusão escolar

Representantes de diversos órgãos estiveram reunidos na manhã desta segunda-feira, 05, para debater a exclusão escolar de crianças e adolescentes no município de Pedro Afonso.

 

O evento, organizado pelo Núcleo da Cidadania dos Adolescentes de Pedro Afonso (Nuca), pautou a união das diversas instituições pedroafonsinas no cumprimento do “Desafio 6” do Selo Unicef, que trata sobre a promoção da inclusão escolar e a troca de saberes entre crianças e adolescentes.

 

O fundo das Nações Unidas pela Infância (Unicef) solicita que todos os municípios desenvolvam ações para a juventude, dentre elas o “Desafio 6”; que se trata de realizar atividades em conjunto com a sociedade para que haja mais interesse dos estudantes à escola.

 

O mobilizador de adolescentes, Julio Cesar Machado, que coordenou o encontro e ministrou a palestra “Fora da Escola Não Pode!”, afirma que foi um espaço para debater o futuro da educação pedroafonsina.  “Foi um momento onde pudemos debater as formas para envolver a juventude na educação. Todos foram bem favoráveis ao assunto se comprometeram em realizar atitudes e repassar valores aos jovens da sociedade. Na roda de conversa adolescentes mostraram que é possível o envolvimento da juventude com o meio em si. Esse não é apenas um desafio e sim um início de parcerias para concretizações do desenvolvimento da educação, tanto dentro da sala de aula, quanto fora", frisa Julio Cesar.

 

Em todo o país cerca de 2,8 milhões de crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos de idade que não estão estudando. A orientadora educacional da Escola Estadual de Tempo Integral Comendador Pádua Fleury, Fabiane Alves da Costa, parabenizou o Nuca pela ação e destacou o incentivo da gestão municipal. “O que debatemos aqui é o que eu vivo dentro da escola. A gestão está de parabéns por incentivar debates assim e o Nuca tem mostrado um belo trabalho. Agora é unir as forças e pensar no melhor da educação”, destacou.

 

Já o major da Polícia Militar, Idael Moreira, que representou o 3º Batalhão de Polícia Militar ressaltou que o envolvimento dos jovens com ações de cidadania merecem todo o apoio das instituições pedroafonsinas. “É uma ótima iniciativa, pois faz a diferença em uma comunidade que se preocupar com a juventude. Essa mobilização de adolescentes e jovens no intuito de sensibilizá-los a procurando detectar os seus problemas e agir na busca das soluções deles é uma atitude nobre, louvável e digna de reconhecimento e apoio”, destacou o militar.