CMDCA realiza reuniões com pais e adolescentes inscritos no Nuca

Jovens adolescentes membros do Núcleo da Cidadania de Adolescentes (Nuca), juntamente com pais e responsáveis, estiveram reunidos na noite desta terça-feira, 11, para mais um encontro do grupo.

 

Desta vez, o encontro, que reuniu cerca de 50 adolescentes e pais, foi marcado pela explanação sobre o conceito, propostas e ações que podem ser desenvolvidas pelo grupo, que foram direcionados pela articuladora do Selo Unicef de Pedro Afonso e presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Patrícia Gomes.

 

De acordo com Patrícia o momento foi para esclarecer aos pais a real proposta do grupo. “O Nuca faz parte de uma ação maior que é o Selo Unicef e visa principalmente o protagonismo juvenil, valorizando o espírito cidadão das crianças e dos adolescentes, para que eles possam pensar, nos problemas que os afetam, nas mais diversas áreas, as melhorias que querem para si dentro do município e também a nível nacional”, destacou Patrícia, ao informar que o grupo fará um recesso das atividades e voltará a atuar em janeiro de 2019.

 

Representando o Executivo Municipal, a chefe de gabinete Flávia Marson, destacou a importância dos trabalhos do grupo. “O Selo Unicef propõe, por meio de desafios, uma série de ações que busca integrar os jovens ao dia a dia da comunidade e em ações afirmativas em prol da melhor qualidade de vida desses mesmos”, declarou Flávia.

 

O que é o Núcleo de Cidadania de Adolescentes?

 

Como parte da metodologia do Selo Unicef, propõe-se que os municípios mobilizem, organizem e criem espaços e instâncias de participação de adolescentes. A ação central desta iniciativa é a criação de pelo menos um núcleo de cidadania de adolescentes em cada município participante.

 

O núcleo é um grupo composto por pelo menos 16 adolescentes de 12 a 17 anos de idade, que se organizam em rede, discutem questões importantes para seu desenvolvimento, implementam ações e levam suas reivindicações à gestão pública municipal. Não há limite máximo de adolescentes engajados na iniciativa.

 

As atividades dos núcleos de cidadania de adolescentes têm como objetivos

 

Garantir a realização do direito à participação cidadã de adolescentes, que é, a um só tempo, um direito e um instrumento para conhecer e reivindicar outros direitos, enfrentar vulnerabilidades e superar desigualdades que afetam suas vidas.

 

Compreender a perspectiva de adolescentes sobre o tema do desafio em questão, e levá-la à gestão municipal para que a considerem em suas decisões;

 

Ampliar os conhecimentos de adolescentes sobre o tema;

 

Descobrir talentos, fomentar habilidades e atitudes que contribuem para o desenvolvimento integral de adolescentes;

 

Apoiar adolescentes em seu processo de desenvolvimento integral, e garantir que participem da melhoria das condições de vida em seu município.

 

O núcleo de cidadania de adolescentes pode reunir jovens com diferentes características pessoais: com e sem deficiência, moradores de diferentes localidades do município, com e sem experiência em grêmios estudantis, grupos culturais, associações de moradores, entre outros coletivos. O importante é juntar uma turma que tenha boas ideias para ajudar o município a melhorar sua realidade. Caso haja muitos interessados, o município pode ter mais de um núcleo.

 

Propõe-se que os núcleos de cidadania de adolescentes atuem em diálogo com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, para ampliar a participação de jovens nessa instância, e garantir que suas opiniões e suas propostas sobre questões ligadas aos seus direitos sejam levadas em consideração.

 

A maneira de implementar o núcleo de cidadania de adolescentes depende do perfil de cada município, não há um formato estabelecido. O grupo pode reunir-se em associações comunitárias, escolas, galpões culturais ou ainda em uma sala de reuniões de uma secretaria do município ou da prefeitura. O núcleo pode ter o formato que vocês acharem que deve ter: a única regra é garantir a participação de adolescentes em atividades propostas neste Guia. E para isso, uma pessoa é fundamental: o mobilizador de adolescentes e jovens.

 

Os desafios propostos neste material são apresentados como um cardápio de possibilidades para que os adolescentes dos núcleos de cidadania de adolescentes estejam sempre mobilizados pela melhoria de vida de crianças e adolescentes do município. É possível definir como e quando realizar as atividades de cada desafio de acordo com as condições mais adequadas para o município. Assim sendo, os municípios têm autonomia em relação a como utilizar esse material. Entretanto, devem disponibilizar relatórios sobre as ações realizadas na plataforma de monitoramento do Selo Unicef, com lista de participantes, fotos, vídeos e postagens nas mídias sociais.

 

Com informações Selo Unicef