Audiência Pública discute tarifa de água

A Prefeitura de Pedro Afonso realizou na noite desta segunda-feira, 29, a audiência pública para discutir o reajuste tarifário para o ano de 2019.

Durante a audiência, que reuniu cerca de 44 pessoas e foi presidida pelo prefeito Jairo Mariano, foram apresentados os dados da evolução da despesas e receitas dos anos de 2016 a 2018, além dos investimentos realizados no Sistema de Saneamento no últimos anos.

Segundo explicou o prefeito Jairo Soares Mariano, nos últimos anos a gestão tem suprido as necessidades do Sistema de Saneamento de Pedro Afonso, entretanto a arrecadação ainda é inferior às despesas da entidade, o que inviabiliza investimentos mais precisos no Sisapa.

Com o reajuste de 23,14% a tarifa mínima de consumo passará de passará de R$ 22,50 para R$ 28,00, nas contas residenciais, e de R$ 38,00 para R$ 47,00 nas contas empresariais.

O ajuste será aplicado apenas nas unidades consumidoras da zona urbana da cidade, já que de acordo Jairo Mariano a política tarifária nas comunidades rurais e vilarejos do município seguirá princípios diferentes para atender as diversas situações de vulnerabilidade. “Nós estamos deixando de fora, as comunidades da zona rural que são extremamente carentes, Vila Mata Verde, Agrovila e Porto Real. Tendo em vista essa realidade o ajuste não será aplicados a eles”, afirmou Jairo.

Durante a audiência os cidadãos e lideranças políticas puderam propor ações junto a gestão para a melhoria do Sistema de Saneamento e também solucionar dúvidas sobre as falhas do sistema.

O presidente da Câmara de Vereadores Mirleyson Soares elogiou as ações da gestão é destacou a falta de participação da população. “As pessoas tem que participar mais, até mesmo para dar sua sugestão. A gente viu que o município tem investido na melhoria do sistema, mas também temos problemas com inadimplência que afetam os investimentos que deveriam ser feitos”, frisou Mirleyson.

Já a presidente da Associação Comércio e Indústria de Pedro Afonso (Acipa) Marivalda Santiago, destacou que os ajustes já deveriam ter sidos feitos pela gestão.  “Por que desde 2015 tarifa não foi reajustada? Hoje a gente teria 80% aumentado e ninguém estaria reclamando. São 23% que ainda não dará para solucionar os problemas”, destacou Marivalda.

O servidor público Neurisvaldo Rodrigues de Amorim ressaltou que é preciso que a comunidade se mobilize também para ajudar a gestão a solucionar os problemas com a água. “Vemos que tem muitos casos de inadimplência, apenas com o dinheiro que estão devendo daria para organizar as contas da Sisapa, fora isso seria possível investir no sistema”, afirmou.

Investimentos

Para a adequação do Sistema de Saneamento de Pedro Afonso, a gestão municipal estima um investimento total de cerca de R$ 3 milhões. Apenas nos últimos anos foram investidos mais de R$ 1 milhão.

Confira alguns dos investimentos:

Material hidráulico para encanação da rede de abastecimento de água da Vila Mata Verde;

Aquisição de material hidráulico;

Aquisição de filtros de aço, com serviço de instalação para atender o Sisapa;

Aquisição de transformador e serviço de instalação da ETA;

Aquisição de material elétrico;

Aquisição de hidrômetro;

Aquisição de impressora via bluetooth;

Aquisição de bomba para Vila Mata Verde;

Construção de alambrado e portão de ferro na caixa de água do setor aeroporto;

Aquisição de medidor de cor microprocessador;

Aquisição de motobomba centrifugadora para atender a aldeia indígena Olho D’água;

Aquisição de hidrômetros e kit instalação para atender as necessidades do Sisapa;

Prestação de serviço em manutenção preventiva/ corretiva dos equipamentos da estação de tratamento de água desta cidade e distritos, atendendo a solicitação;

Prestação de serviço na construção da rede de abastecimento de água no Povoado Agrovila Bom Tempo;

Serviço de construção da calçada e rampa da ETA para o Rio Sono;

Aquisição de material elétrico para troca de rede elétrica extração de tratamento de água em refazer a rede de ao acesso a bomba de captação de água e instalação elétrica bomba de água da Agrovila Bom Tempo;

Aquisição de mangueiras para extensão de rede de água na Agrovila Bom Tempo;

Aquisição de bomba dosadora de 2 cabeçotes para atender na captação de água da ETA;

Prestação de serviço em manutenção preventiva/ corretiva de quadros de comando elétrico da ETA, do povoado Agrovila Bom Tempo;

Aquisição de poste de concreto com armação de ferro 7 metros para substituição.

Aquisição de dois filtros e dois pré-filtro para a ETA.